24 de jun de 2013

Viagem de navio

Há algumas restrições a viagens de barco e navio para grávidas: será quase impossível fazer uma viagem dessas no terceiro trimestre. Um cruzeiro pode ser um passeio delicioso antes disso, mas você precisa pensar bem nos seguintes fatores: 

  • Você vai precisar de aprovação do seu médico. Quando há complicações na gravidez, como risco de parto prematuro ou gestação de múltiplos, o obstetra pode preferir não liberar a viagem.


  • As empresas que operam cruzeiros têm restrições para grávidas, mais rígidas até que as companhias aéreas. Dificilmente um navio permitirá o embarque de uma mulher grávida de mais de 28 semanas. Algumas operadoras são mais restritas, e só permitem o embarque até 21 semanas. Informe-se direitinho antes de comprar um pacote desse tipo. 


  • Mesmo que a empresa não exigir, leve uma carta do médico com seu tempo de gestação, os medicamentos que você toma e eventuais informações que ele considerar necessárias.


  • Se você está sofrendo com o enjoo, o movimento da água pode agravar sua situação, portanto pense bem se a viagem vale a pena. Navios maiores balançam menos. Na hora de marcar a cabine, você pode pedir uma que fique no meio do navio, mais ou menos na linha d'água, para minimizar o balanço.

0 comentários:

Postar um comentário