17 de out de 2012

Amamentação pode ser difícil, mas é ótimo.


As vantagens do aleitamento materno são amplamente conhecidas. Porém, para as mães, pode não ser confortável. Mas é sempre bom lembrar que os benefícios compensam o esforço.

Alimentar seu bebê com o próprio leite é um dos grandes prazeres de ser mãe. No entanto, a amamentação nem sempre é instintiva no ser humano, e às vezes precisa ser aprendida e estimulada. O conhecimento, a
vontade e o desejo dos pais são fundamentais para o bom desempenho do aleitamento materno. O sucesso nessa empreitada começa ainda na gestação, preparando as mamas para a amamentação.
Depois do parto, quanto mais precoce for a primeira mamada do bebê, melhor para ele e para a criação do vínculo com a mãe. “Embora, nos primeiros dias, a produção seja de colostro, não de leite propriamente dito, a amamentação é totalmente indicada nesse período”, a firma Luelene Ribeiro, pediatra. O colostro é tão importante na amamentação quanto o leite materno. Além disso, o ato de sugar estimula a produção de leite.
A “descida” do leite costuma acontecer dois ou três dias após o parto normal (no caso das cesáreas, isso pode demorar de 3 a 5 dias), o que normalmente coincide com a alta hospitalar. Nesse momento, muitas mães ficam aflitas com o aumento excessivo do volume das mamas, o que pode até dificultar para o bebê continuar mamando. “Nesses casos, o indicado é massagear as mamas e retirar um pouco do leite, facilitando a pega para o bebê”, acrescenta Luelene.
ANSIEDADE X ALEGRIA
Um mito difundido é de que o bebê não engorda porque o leite da mãe é fraco. Entretanto, não existe leite materno fraco, já que cada mãe produz o leite de que seu bebê precisa, e na quantidade certa.
Embora a amamentação traga tantos benefícios, muitas mulheres sentem certa insegurança no começo dessa aventura. Dificuldades com a posição, dúvidas quanto à quantidade que o bebê está mamando, ansiedade e inexperiência podem atrapalhar esse momento de alegria. Tire dúvidas com seu médico, troque experiências com outras mulheres que estão amamentando ou que amamentaram há pouco tempo. Isso certamente vai fazê-la se sentir mais segura para aproveitar melhor esse período.

1 comentários:

Edvanda Crochê disse...

Saudades de quando amamentava meus filhos amados.

Postar um comentário