10 de jan de 2013

Máscaras que ajudam as grávidas a combater as estrias e o ressecamento

Está grávida? Aposte nelas para manter rosto e corpo hidratados e combater alguns dos principais problemas da gestação.


As máscaras são um recurso eficiente na batalha contra estrias, excesso de oleosidade e ressecamento da pele. Mais concentradas do que os cremes comuns, elas funcionam como uma terapia intensiva de beleza. O que não significa que os cuidados diários podem ser dispensados. "Máscaras são coadjuvantes, não substitutas de hidratantes, protetores solares e cremes clareadores", alerta Marcelo Bellini, dermatologista da clínica Corpo em Evidência, em São Paulo. Na hora de escolher a máscara ideal para o seu caso, cuidado com os componentes da fórmula, especialmente nas 15 primeiras semanas de gestação. "A absorção das substâncias através da pele é pequena, mas, até os três meses de gravidez, não são feitos estudos em seres humanos", diz o obstetra Renato Kalil, membro da American Academy of Family Physicians, nos Estados Unidos. Assim, princípios ativos mais recentes, como o DMAE e os neurocosméticos, devem ser evitados, por falta de estudos que comprovem sua segurança. Além disso, a pele da gestante é muito sensível, e um tratamento mais agressivo pode fragilizá-la e até provocar manchas. Comuns em máscaras clareadoras e para o combate à acne, o ácido retinóico e a hidroquinona também estão proibidos, mesmo em pequenas concentrações. "Essas substâncias ultrapassam a barreira placentária; portanto, é melhor não arriscar", aconselha a dermatologista Carla Góes Sallet, autora do livro GRÁVIDA E BELA, (Editora Conex).


  1. Para o ROSTO…
  2. A principal reclamação das gestantes é quanto ao aumento da oleosidade. Os poros ficam dilatados e as espinhas tornam-se comuns. Nesses casos, as máscaras à base de extrato de chá verde ou de hamamélis, para controlar a oleosidade, ou de própolis, que tem efeito bactericida, para combater a acne, são as mais indicadas. Já quem tem a pele normalmente seca costuma ver uma piora na gravidez, com descamação e ressecamento intensos. "Esse tipo de pele é mais fácil de tratar, mas tem maior tendência a manchas", diz Carla. As opções de máscaras são inúmeras: de ouro, diamante, maracujá, papaia, salada vegetal, chocolate, pedras preciosas e até caviar… todas elas devolvem a hidratação e o brilho natural.



  1. …e para o CORPO
  2. Pernas, barriga, bumbum e seios já podem contar com muito mais do que o velho óleo de semente de uva. Uma novidade que promete acabar com as estrias adquiridas pelo ganho de peso é o Vegelip, um super-hidratante composto de ácidos graxos essenciais, lipídios do girassol, da rosa mosqueta e da oliva, vitamina E e triglicérides de ácidos cápricos. Dependendo da concentração, pode ser usado tanto como método preventivo quanto para eliminar estrias recentes. Por enquanto, ele está disponível apenas em farmácias de manipulação, mas, em breve, deve chegar ao mercado em fórmulas comerciais. A celulite é outra inimiga das grávidas, mas o tratamento deve ficar para depois do nascimento do bebê. É que as fórmulas específicas normalmente contêm cafeína, xantagosyl, argisyl, teofilina e centelha asiática, todas substâncias proibidas na gestação. E não esqueça: caso resolva aplicar alguma máscara em clínica de estética, nada de raios infravermelhos para aumentar a absorção, pois eles podem provocar o aquecimento do líquido amniótico, colocando em risco sua gestação.

2 comentários:

Moniquinha Rocha disse...

Excelentes dicas!
... Importantes; nos preocupa bastante a "estética", e como proceder para nos cuidarmos.
Amei!!!
Bjks
:)

Jane disse...

Não sabia dessas máscaras, quando estive grávida por duas vezes, passava apenas cremes bem hidratantes e óleo de amêndoas.
Mas eu amei a dica pra passar para amigas!

Postar um comentário