15 de jan de 2013

Carregar o bebê na altura do peito e de frente o deixa mais emocionalmente seguro.



Dispensar o carrinho de bebê pode ser uma maneira de melhorar o desenvolvimento da criança, afirma o autor Jared Diamond, ganhador de Prêmio Pulitzer por Armas, Germes e Aço (de 1997). De acordo com informações do jornal “Daily Mail”, a técnica de carregar o filho no colo em pé permitiria que o nenê enxergasse o mundo pela mesma perspectiva que os adultos, formando uma criança mais segura.

Algumas sociedades já têm esse costume, como tribos na Amazônia e na África. Carregar o bebê na altura do peito e de frente para que ele interaja com o mundo o deixaria mais emocionalmente seguro, confiante, curioso e até autônomo, diz o acadêmico.

As conclusões foram baseadas em mais de 50 anos de pesquisas em tribos como as de Nova Guiné. Em seu último livro, Diamond diz que os bebês têm instintos dos nossos ancestrais, e por isso responderiam melhor a estímulos tradicionais ao invés de técnicas modernas, como carrinhos.

Confortar rapidamente um bebê que está chorando, deixar que durmam com os pais e muito contato físico também seriam benéficos.

2 comentários:

Anônimo disse...

como assim segurar de frente??

Kat disse...

Achei super interessante esta pesquisa. Hoje em dia e muito comum ver as criancas mais dentro de carrinhos do que nos colos dos pais.

Postar um comentário