10 de dez de 2012

Saiba como organizar um chá de bebê sem estresse

Conheça algumas dicas para deixar a festa bonita e mais econômica.


A gravidez é um momento especial da vida da mulher e poder compartilhar essa fase com familiares e amigas é essencial para celebrar a espera do bebê, deixando tudo ainda mais alegre e festivo.

Para marcar essa época, reunir as pessoas que você gosta em um chá de bebê é uma ótima ideia para festejar a gestação e ainda dividir as novidades com todos. Além disso, o evento é uma boa oportunidade para a gestante receber alguns itens que estão faltando no enxoval ou mesmo pacotes e mais pacotes de fraldas.
Se você é uma futura mamãe e quer dicas para planejar o seu chá de bebê, confira algumas sugestões que o TodaEla selecionou para você, trazendo também as ideias da profissional de assessoria e cerimonialCláudia Kozio.
Preparativos e serviços
Muitas grávidas têm a dúvida de qual o melhor momento para fazer o chá de bebê. De acordo com Cláudia Kozio, o ideal e o mais comum é fazer aos sete meses de gestação “porque a futura mamãe estará linda com seu barrigão e ainda bem disposta”, conta a profissional.
Definida a data, para facilitar a sua vida, faça uma check list com tudo que você vai precisar. Uma boa ideia é perguntar a alguma irmã, prima, mãe ou amiga se ela deseja ajudar a organizar o seu chá para você não ficar sobrecarregada ou preocupada demais.
Outra ótima opção é contratar uma cerimonial de eventos que organize também esse tipo de festa. Além de deixar você longe de algumas funções que podem ser cansativas demais para quem está grávida, é possível encontrar excelentes profissionais que deixam tudo perfeito no dia especial e ainda cobram preços justos pelo serviço.
De acordo com Cláudia Kozio contratar um profissional conceituado e capacitado transmite maior segurança e a certeza que tudo sairá como se planeja. “Contratar uma equipe de cerimonial pode ser mais econômico, além de ser uma garantia de um excelente evento, onde a mamãe será como uma convidada de seu próprio chá de bebê sem precisar ‘colocar a mão na massa’, estando segura de que tudo está sob controle”, afirma Cláudia.
A profissional sugere os pontos principais que a futura mamãe deve ficar atenta ao organizar um chá de bebê, destacando a importância de um bom planejamento. Segundo Cláudia, é essencial dar atenção aos seguintes fatores:
  • Definir com bastante antecedência a lista de convidadas. “Esse é o primeiro passo e o mais importante, pois a partir desta lista que se define os outros”, diz a assessora;
  • Escolher o local que acomode confortavelmente a todos da lista e ainda tendo espaço para a decoração e as brincadeiras (caso opte por fazê-las). Vale lembrar que algumas convidadas podem levar os seus filhos para a festa. Portanto, se for o caso das pessoas da sua lista, é importante ter uma área onde as crianças possam brincar ou ter algum tipo de diversão como um pula-pula ou piscina de bolinhas;
  • Definir o cardápio. Apesar de a maioria dos chás de bebê serem realizados no período da tarde, tendo um cardápio parecido com o de festas infantis (bolo, docinhos e salgadinhos), há gestantes que preferem fazer um almoço ou um jantar;
  • Definir o tema da decoração e escolher as brincadeiras que serão feitas na festa;
  • Fazer a seleção das músicas. “Uma dica é escolher músicas que fizeram parte da infância e adolescência da futura mamãe como, por exemplo, Balão Mágico, Xuxa etc.”, sugere Cláudia Kozio. Ela também indica a contratação de um fotógrafo, caso seja possível, pois as fotos profissionais terão um visual muito mais marcante dos momentos.
Festa bonita e acessível
Você quer muito fazer um chá de bebê, mas está com receio de gastar demais com os preparativos? De acordo com a profissional Cláudia Kozio, é possível realizar uma boa festa gastando pouco. “É possível sim. Por exemplo, uma boa dica é reaproveitar os objetos pessoais que você já tem do futuro bebê para a decoração”, sugere.
O bolo de fraldas é uma opção divertida na decoração e pode ficar muito bonita na mesa
A profissional também dá a dica de montar um bolo de fraldas, que tem sido bastante usado ultimamente e ainda dá um toque divertido à mesa. “O bolo pode ser de fraldas e você pode deixar outro (de verdade) na cozinha para corte. Isso reduz muito o custo”, diz ela. Dessa forma, não há necessidade de desperdiçar bolo e gastar horrores com opções muito grandes que, geralmente, sobram no final da festa.
Outra dica é economizar no local: “Fazer na própria casa da futura mamãe, de um parente ou amigo que disponha de espaço pode ser uma ótima ideia. Assim não precisará gastar com o aluguel de um salão de festas”, diz Cláudia.
Para um chá de bebê mais econômico, a profissional também recomenda que a gestante ou as suas amigas (ou parentes) façam a decoração e as lembrancinhas. Dessa forma, além de deixar o evento mais acessível, é possível dar um toque mais personalizado e artesanal no visual da festa.
“A futura mamãe também pode pedir para uma pessoa que não esteja envolvida no evento para ficar responsável pelas fotos e outra para preparar e servir os quitutes”, sugere a profissional. As brincadeiras e animação da festa também podem ficar por conta de uma amiga ou a futura madrinha da criança. “É uma forma de economizar e ainda envolver toda a família no evento”, afirma a assessora.
Falando em brincadeiras, há quem não aprecie muito essas tradições do chá de bebê, preferindo um evento mais tranquilo, porém animado com as conversas entre amigas. Neste caso, é melhor respeitar as preferências da futura mamãe.
Para aquelas que já adoram as brincadeiras, existem muitas que não precisam sujar a gestante com batom ou deixa-la toda bagunçada. Afinal, é um dia especial e você quer ficar bonita nas fotos, não é verdade?
A mais conhecida continua valendo, que é aquela em que a grávida tenta adivinhar o que tem no embrulha. Se ela errar, paga um “castigo”. Já se ela acertar, a convidada é quem paga a prenda, mas ninguém precisa sair toda suja da festa. A cerimonial Cláudia sugere algumas ideias como distribuir adereços divertidos como máscaras óculos, boás e chapéus para as “perdedoras” dos jogos colocarem após as brincadeiras. Pagar o mico com dancinhas também é uma opção divertida (se a gestante concordar e não for muito tímida) que entretêm as convidadas.

Sugestão de check list

Confira abaixo uma sugestão da lista com os itens mais importantes e necessários na hora de fazer o chá de bebê com mais alguns esclarecimentos sobre cada um deles.
  • Chame alguém para lhe ajudar – Pode ser a sua mãe, irmã, amiga, sogra ou outra pessoa da família com quem você tenha mais afinidade;
  • Escolha o local do chá – Para quem mora em prédio, o salão de festas é uma boa opção. Se a lista de convidadas for pequena, é possível fazer o evento em casa mesmo para economizar.
  • Faça a lista de convidadas – Faça com atenção a lista, cuidando para não deixar ninguém importante de fora. Se o orçamento é muito limitado, convide apenas as pessoas mais próximas de sua convivência.
  • Selecione o tema do chá - Definindo o tema, fica mais fácil encontrar os materiais de decoração e utensílios da festa, além de já escolher também o visual dos convites e das lembrancinhas (caso opte por oferecê-las). Feita a escolha do tema (com ou sem personagens), é só partir em busca de toalhas de mesa, guardanapos, pratinhos, balões e outros materiais de mesa e que serão usados para os doces, por exemplo, e também definir o estilo do bolo. Você pode até fazer uma pesquisa antes nas lojas de festas para facilitar a escolha.
  • Convites – Atualmente existe uma variedade incrível de convites. Dos mais comuns aos mais elaborados que vêm em caixinhas com doces ou objetos que remetem aos bebês como míni-mamadeiras. Se desejar economizar nesse item, a internet é uma boa opção. Você pode pedir para alguém criar um convite que possa ser enviado por email. Se você usa o Facebook também pode criar o evento na rede social e adicionar as convidadas ou mesmo criar uma fan page especial para o chá.
  • Envio dos convites – Mande ou entregue os convites com três ou quatro semanas de antecedência. Nunca deixe para última hora.
  • Definir o cardápio – Se você decidir pela festa durante a tarde, o mais comum é ter cardápio composto de salgadinhos, bolo e docinhos. Eles podem variar também com míni-quiches, míni-cachorro quente, pizza, sanduíches de metro, cupcakes e outras opções. O importante é que sejam fáceis de manusear para as convidadas. Se optar por um almoço ou jantar, ofereça opções que contenham salada, massa e uma carne, por exemplo. Na questão das bebidas, é importante ter opções variadas como refrigerantes, sucos, chás e água.
  • Relaxar e aproveitar o chá com as pessoas queridas - Esse é um momento especial e todo seu. Converse, brinque e aprecie as horas com aqueles que, assim como você, estão ansiosos pela chegada de seu bebê!

Crédito: Thinkstock e Cláudia Kozio



0 comentários:

Postar um comentário