18 de nov de 2012

Tomar pílula sem saber da gravidez pode fazer mal para o bebê?

Tomei pílula sem saber que estava grávida. Isso traz algum risco para o bebê? E no caso da pílula do dia seguinte?



Tomar a pílula anticoncepcional tradicional -- aquela que se toma durante três semanas, seguida de uma semana de interrupção -- durante alguns dias após a concepção não faz mal ao bebê. 

Os riscos aumentam se você continuar tomando por muito tempo, porque os hormônios contidos na pílula podem afetar a formação dos órgãos sexuais do bebê, algo que ocorre durante o segundo e o terceiro mês de gestação. 

"A formação (das partes sexuais) depende da genética e dos hormônios, e pode haver alterações se os hormônios estiverem desregulados", explica Eduardo Zlotnik, ginecologista e obstetra do Hospital Israelita Albert Einstein. 

No caso da pílula à base de progesterona, por ela ser de uso contínuo, a chance de haver esquecimento na hora de tomar é pequena, mas, se a concepção acontecer, também não há riscos maiores ao bebê no início da gravidez. 

Como todo cuidado é pouco quando se trata da formação de um bebê, mesmo que você esteja tomando pílula, aos primeiros sintomas de uma possível gestação, faça o teste de gravidez e consulte um médico. 

Para quem adota outras formas de contracepção que fazem uso de hormônios, como injeção de progesterona, adesivos e implantes, a chance de usá-los sem saber que se está grávida é muito pequena, já que esses métodos costumam ser aplicados no início da menstruação e os médicos se certificam de que a pessoa não está esperando um bebê. Se a gravidez acontecer mesmo assim, basta retirar o implante ou interromper a aplicação de adesivos e injeções. 

Em relação à pílula do dia seguinte, caso a gravidez já tenha acontecido, a gestação não será interrompida e o bebê também não será prejudicado, segundo as pesquisas mais recentes. 

0 comentários:

Postar um comentário