28 de nov de 2012

De volta à forma após a gravidez


Faça o excesso de peso e a flacidez, causados pela gestação, sumirem.


Depois da alegria de ver o filho nos braços, vêm as preocupações e um grande desafio: perder peso e voltar ao corpo de antes. Difícil? Calma! Definitivamente, essa não é uma batalha perdida. Afinal de contas, com paciência e dedicação, é possível voltar à boa forma e, quem sabe, até melhorá-la.
E para ajudar, saiba o que as famosas fizeram para cuidar do corpo durante e após a gravidez. Inspirador, né?
Primeiros passos 
A perda de peso é rápida nos primeiros dias após dar à luz. “No parto, perde-se em média 5 kg e, após uma semana, mais 2 kg. O resto deve ser eliminado com exercícios físicos e boa alimentação. Fique longe de dietas radicais, que podem comprometer a produção de leite materno”, alerta o nutricionista Carlos Frederico. A flacidez é outro problema solucionável. A pele tem boa capacidade para suportar distensões, mas quando a gestante engorda muito, fica difícil recuperar o tônus muscular. Por isso, deve-se controlar o peso e hidratar bem o corpo. Se a flacidez persistir, ataque com atividades físicas que trabalhem a resistência muscular.
Dieta da mamãe 
Frutas, verduras, legumes, carnes magras, peixes, grelhados e gorduras saudáveis (azeite e castanha) não podem faltar. Consuma ainda bastante cálcio (encontrado em leite e derivados) e água, mas passe longe de pães, massas, doces e refrigerantes. Desse modo, dá para perder peso sem prejudicar a amamentação.
Suando a camisa 
Na primeira semana após o parto, a recomendação é de repouso, principalmente para quem fez cesariana. Segundo a fisioterapeuta Dayse Chagas, “atividades físicas normais somente são liberadas depois de 30 dias para o parto normal ou 40 para a cesariana. Os exercícios devem ser realizados com muita cautela para não diminuir a produção de leite”, complementa. Um exercício recomendado é o pilates, praticado durante 30 minutos, 3 vezes por semana. A vantagem é poder exercitar-se no seu ritmo, já que ele é feito individualmente. “É necessário retomar as atividades moderadamente, pois o corpo ainda está sob o efeito de hormônios que provocam frouxidão nos ligamentos e perda de força muscular”, adverte Dayse. O Fit Ball é outra opção. O treinamento com bolas trabalha força, resistência e combate a flacidez. Ao iniciar a prática de exercícios, a mamãe deve esperar uma hora após a atividade para amamentar, para que o sabor e a acidez do leite não se alterem. Já aquelas que desejam começar um tratamento estético precisam esperar o término do período de amamentação.
Antes do parto 
Gravidez não é sinônimo de sedentarismo. Para recuperar a forma após o parto, a futura mamãe pode aliar uma dieta balanceada a um programa de exercícios ou tratamento estético durante a gestação. “A drenagem linfática diminui os inchaços da gravidez”, explica a fisioterapeuta Cláudia Micelli, da clínica Pazos. O pilates também é ideal, por ser um programa de exercícios de baixa intensidade.
O que elas fizeram?

“Na segunda gravidez engordei 30 kg, na quarentena perdi 20 e continuei com 10. Meses depois, fui chamada para fazer a novela Três Irmãs. Resultado, tive que desmamar o meu filho e emagrecer, porque a personagem era surfista e vivia na praia. Além de diminuir as calorias ingeridas, minha fisioterapeuta me indicou exercícios com bola, que é uma coisa que curto muito. Ela também sempre me diz que a genética ajuda”, conta a atriz.



A atriz segue algumas regrinhas quando o assunto é alimentação. “Não como carboidratos à noite, bebo muita água e sempre tenho maçã e frutas secas”, afirma. De vez em quando, a atriz abre uma exceção e se delicia com um doce de abóbora ou um chocolate. Todo esse esforço foi recompensado: na gravidez das gêmeas Beatriz e Sofia ganhou apenas 14 kg e 6 meses depois do parto, já tinha voltado ao peso. O que também ajudou foi o spinning e a musculação, além da drenagem.




Na primeira gestação, atriz engordou só 11 quilos. Para não passardos limites, se agarrou à teoria das calorias úteis. “Comia o que era realmente importante para mim e para o bebê.” Com a ajuda de uma nutricionista, aprendeu o que deveria entrar no cardápio, caso do inhame, e o que deveria sair — guloseimas em excesso. Cuidadosa, preferiu caminhar e fazer ioga. “tive uma gravidez muito feliz e saudável.” o resultado disso se refletiu na recuperação. Um mês depois do nascimento da filha, ela voltou a correr e, 4 meses depois, já tinha voltado à antiga forma.




 Revista Shape

Consultoria: Cláudia Micelli, fisioterapeuta da clínica Pazos (RJ), Dayse Chagas, fisioterapeuta do Studios D&D Pilates (RJ), Débora Pinto, fisioterapeuta, e Carlos Frederico, nutricionista do Espaço Débora Pinto (RJ)

0 comentários:

Postar um comentário