30 de ago de 2013

Para acabar com o desanimo...

Você é uma daquelas grávidas que faz mil planos para começar a fazer exercícios físicos, ir na academia, fazer ioga, Pilates, e tudo mais? Neste artigo, ajudaremos (ao menos tentaremos ajudar) a realmente começar a praticar algum exercício físico, já que para a gestante é muito importante.

Primeiro, defina suas metas. Segundo Tom Holland,  autor do livro Beat the Gym: Personal Trainer Secrets Without the Personal Trainer Price Tag, “Precisamos de metas claras e definidas. Uma promessa de ano novo ou um desejo de perder peso não é suficiente.''
Chame as amigas para ir com você, assim não poderá deixa-las esperando (não é?).
E por último, escolha algum tipo de exercício que você goste. Aqui em baixo, tem algumas opções para você.

Pilates- respeita o grau de condicionamento físico do aluno e, por isso, é possível realizar variações nos exercícios que podem adequar-se para o iniciante, intermediário e avançado. Durante as sessões também não encontra-se contra-indicações. No entanto, durante a execução do exercício, considera-se várias limitações, por exemplo, caso o aluno esteja com alguma dor, problema de coluna e até mesmo no caso de gravidez. Em todas essas situações, deve-se adaptar a aula para que os objetivos do aluno sejam atingidos.

Hidroginástica- por meio da prática dela, a gestante poderá diminuir as diversas dores de origem musculoesquelética, em razão do fortalecimento de músculos fracos e encurtados, levando a adoção de uma postura corporal mais adequada, contribuindo para o aumento do gasto energético, sendo coadjuvante no controle do peso corporal, evitando uma maior sobre carga articular em virtude de um peso excessivo.

Yoga- é uma prática milenar capaz de trabalhar com suavidade o ser humano por inteiro, atuando no nível físico, energético, mental-emocional e espiritual. Ajuda a restabelecer um novo equilíbrio interno neste momento de intensa transformação, promovendo uma gestação saudável e confiante, além de ser um momento único de contato entre mãe e bebê.

Musculação- A musculação não é contraindicada para gestantes. Bem orientada, fortalece os músculos, melhora a postura e diminui as dores nas costas, provenientes do peso da barriga. “Na musculação é possível trabalhar cada grupamento muscular de forma segura. Gestantes que nunca praticaram exercícios devem começar aos poucos, com 15, 20 minutos, avançando aos poucos. O ideal, sempre, é conciliar o trabalho muscular com atividades aeróbicas, como caminhada, hidroginástica e bicicleta ergométrica”, diz Luciana Flor. 

Caminhada- A caminhada está entre as atividades mais democráticas, já que não é necessário estar matriculada em uma academia para praticá-la. 
Após a liberação do obstetra, em geral, a gestante pode praticar exercícios físicos durante uma hora por dia, até 5 vezes por semana. O mais importante é respeitar a frequência cardíaca, que não deve ultrapassar 140bpm. Isso significa que é possível conversar com tranquilidade durante a caminhada.”, diz a professora de educação física Mariana Furtado, do Espaço Bella Gestante.



Escolha algum, converse com seu obstetra e MEXA-SE!!

0 comentários:

Postar um comentário